PARTIÇÃO DA VARIÂNCIA DA INTERAÇÃO  GENÓTIPOS X AMBIENTES EM EFEITOS EXPLICADOS PELOS MARCADORES E DESVIOS

Heyder Diniz SILVA[1]

Roland VENCOVSKY2

Glauce Cristina Ricardo RUMIN2

 

 

§    RESUMO: Um dos problemas encontrado na análise de QTL’s se refere à abordagem da interação QTL’s x ambientes. Neste contexto, apresentou-se uma partição da varincia da interação genótipos x ambientes em efeitos explicados pelos marcadores e desvios, a partir da qual obtiveram-se os estimadores da proporção da variância genética (pm), e da variância da interação genótipos x ambientes (pms), explicados pelos marcadores moleculares. Estes estimadores independem de desvios das freqüências alélicas dos marcadores em relação às esperadas (1:2:1 em uma geração F2, 1:1 em um retrocruzamento, etc.), porém apresentam umaalta probabilidade de obtenção de estimativas fora do intervalo paramétrico, principalmente para valores elevados destas proporcões. Contudo, estas probabilidades podem ser reduzidas com o aumento do número de repetições e/ou ambientes nos quais os genótipos são avaliados.

§    PALAVRAS-CHAVE: QTL, Interação QTL’s x Ambientes, Seleção assistida, componentes de variância.

 



[1] 1Faculdade de Matem´atica, Universidade Federal de Uberlˆandia, CEP 38408-902, Uberlˆandia - MG, Brasil

2Departamento de Gen´etica, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queir´oz, Universidade de S˜ao Paulo, CEP 13418-900, Piracicaba, SP, Brasil