Bayesian analysis of the performance of two diagnostic tests when negative individuals on both tests are not verified by a gold standard

Edson Zangiacomi Martinez[1]

Jorge Alberto Achcar[2]

Francisco Louzada-Neto2

§                     Resumo: Na literatura médica, os estudos sobre o desempenho de testes diagnósticos utilizam freqüentemente as medidas de sensibilidade e especificidade. Essas medidas estimam, respectivamente, a probabilidade de um teste fornecer um resultado positivo, dado que o indivíduo realmente é portador da doença, e a probabilidade do teste fornecer um resultado negativo, dado que o indivíduo não é portador da doença. Essas medidas são obtidas da comparação direta dos resultados do teste e de um procedimento denominado padrão-ouro, que classifica os indivíduos corretamente como doentes e não doentes. No entanto, em alguns estudos, são submetidos ao padrão-ouro somente os indivíduos com resultados positivos em pelo menos um dos testes sob investigação. No presente estudo, propomos o uso de um modelo Bayesiano para a estimação da sensibilidade e da especificidade nesta situação. Uma extensão do modelo é apresentada, de modo que o efeito de co-variáveis sobre as medidas de desempenho possa ser estudado. Uma aplicação a dados reais, obtidos da literatura médica, ilustra a metodologia.

§                     Palavras chave: Sensibilidade; especificidade; testes diagnósticos; métodos Bayesianos.

 



[1]Departamento de Medicina Social, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - FMRP, Universidade de São Paulo – USP, CEP 14049-900,  Ribeirão Preto, SP, Brasil. E-mail:  edson@fmrp.usp.br.

[2]Departamento de Estatística, Universidade Federal de São Carlos – UFSCar, Caixa Postal 676, CEP 13565-905,  São Carlos, SP, Brasil. E-mail: jachcar@power.ufscar.br / dfln@power.ufscar.br.