MODELANDO DADOS LONGITUDINAIS DE PROPORÇÕES DE PEGAMENTO DE CAMU-CAMU

Silvano Cesar da COSTA[1]

Clarice Garcia Borges DEMÉTRIO[2]

Eduardo SUGUINO[3]

Suely Ruiz GIOLO[4]

§                     RESUMO: Dados de proporção são muito comuns nas diversas áreas do conhecimento, principalmente na área agrícola. A distribuição padrão usada para a análise desse tipo de dados é a distribuição binomial, um caso particular de modelos lineares generalizados (McCullagh e Nelder, 1989; Demétrio, 2001). No presente trabalho, dados de proporção observados ao longo do tempo são analisados, ajustando-se quatro modelos. O primeiro modelo é o logístico em parcelas subdivididas no tempo, o segundo incorpora um fator de heterogeneidade na função de variância para levar em conta a (sub) superdispersão. O terceiro é um modelo logístico com uma estrutura de correlação AR(1), que é incorporada na matriz de variância e co-variância, usando-se equações de estimação generalizadas. No último modelo, a correlação existente ao longo do tempo é incorporada por meio de uma variável latente, para a qual se assume uma distribuição a priori, e a variabilidade individual é modelada com um fator de heterogeneidade constante na função de variância estimada do modelo logístico. Essa metodologia é aplicada a um conjunto de dados obtidos de um experimento com Camu-Camu, cujo fruto é a maior fonte natural, conhecida, de vitamina C, sendo uma espécie frutífera nativa das várzeas da Região Norte do Brasil. O objetivo do experimento foi avaliar métodos de enxertia, por garfagem, e tipos de porta-enxertos para serem utilizados na propagação dessa planta em terrenos não inundáveis.

§                     PALAVRAS-CHAVE: Modelos lineares generalizados; equações de estimação generalizadas; análise longitudinal; efeitos aleatórios; modelos lineares generalizados mistos.



[1] Departamento de Estatística e Matemática Aplicada, Universidade Estadual de Londrina - UEL, CEP: 86051-990, Londrina, PR, Brasil.

[2] Departamento de Ciências Exatas, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - ESALQ, Universidade de São Paulo - USP, CEP 13418-900, Piracicaba, SP, Brasil.

[3] Departamento de Produção Vegetal, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - ESALQ, Universidade de São Paulo - USP, CEP 13418-900, Piracicaba, SP, Brasil.

[4] Departamento de Estatística, Universidade Federal  do Paraná - UFPR, CEP 81531-990, Curitiba, PR, Brasil.