Descrevendo o número total de casos diagnosticados de AIDS por meio de geoestatística

Sueli Aparecida Mingoti[1]

 Arlene Guimarães Leite1

Gilmar Rosa1

§     RESUMO: Neste artigo um modelo geoestatístico é ajustado para o número total de casos diagnosticados de AIDS nos municípios de Minas Gerais no período de 1996 a 1999. O modelo de previsão é usado para estimar o número de casos diagnosticados e não notificados aos órgãos de vigilância da Saúde Pública de Minas Gerais. É mostrado que não há muita diferença entre o modelo de semi-variograma apresentado neste artigo e aquele encontrado em Mingoti e Pantuzzo (1998) e que foi construido com dados de número de casos diagnosticados de AIDS nos municípios de Minas Gerais no período de 1990 a 1995. Os resultados que são apresentados neste artigo indicam que o modelo geoestatístico tem um bom desempenho na descrição do número total de casos diagnosticados de AIDS em Minas Gerais.

§     PALAVRAS-CHAVE: Geoestatistica; semi-variograma; predição; AIDS; Minas Gerais.

 



[1]Departamento de Estatística, Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, CEP 30161-970, Belo Horizonte, MG, Brasil, E-mail: sueli@est.ufmg.br