MODELOS PARA PROPORÇÕES COM SUPERDISPERSÃO E EXCESSO DE ZEROS - UM PROCEDIMENTO BAYESIANO

Adriano Ferreti BORGATTO[1]

Clarice Garcia Borges DEMÉTRIO[2]

Roseli Aparecida LEANDRO2

§       RESUMO: Neste trabalho, três modelos foram apresentados para analisar dados obtidos a partir de um ensaio de controle biológico para Diatraea saccharalis, uma praga comum em plantações de cana-de-açúcar. Usando-se a distribuição binomial como modelo de probabilidade, um ajuste adequado não pôde ser obtido, devido à variabilidade extra-Binomial e pelo excesso de zeros. O uso do modelo beta-binomial permitiu incorporar parte dessa variabilidade adicional enquanto que o modelo beta-binomial inflacionado de zeros (ZIBB) permitiu modelar também o excesso de zeros. Para a estimação dos parâmetros foi utilizada a abordagem Bayesiana aliada às técnicas de simulação Monte Carlo com Cadeias de Markov (MCMC), através do algoritmo Metropolis-Hastings e o DIC (Deviance Information Criterion) para seleção de modelos. A convergência da cadeia foi monitorada através da análise gráfica dos valores gerados e dos diagnósticos apropriados implementados no módulo CODA, disponíveis no software R (Cowles and Carlin, 1995).

§       PALAVRAS-CHAVE: Análise Bayesiana; modelo binomial; superdispersão; excesso de zeros; métodos MCMC.

 



[1]Departamento de Informática e Estatística, Universidade Federal de Santa Catarina -  UFSC, CEP 88040-900, Florianópolis, SC, Brasil. E-mail: borgatto@inf.ufsc.br

[2]Departamento de Ciências Exatas, Universidade de São Paulo, campus de Piracicaba – ESALQ/USP, CEP 13418-900, Piracicaba, SP, Brasil. E-mail: clarice@carpa.ciagri.usp.br / raleandr@carpa.ciagri.usp.br