Avaliando a estimação do covariograma
regularizado

Luis Paulo Vieira BRAGA[1]

Cassio ALMEIDA[2]

Claudio BETTINI[3]

§     RESUMO: Neste trabalho apresentamos a eficácia da aproximação do covariograma regularizado sobre um amplo painel (2D) pelo covariograma de uma regularização por acumulação de ordem 2 de uma variável regionalizada a três dimensões. O covariograma regularizado pode ser obtido por uma aproximação numérica da transformada inversa de Fourier da transformada de Fourier G1 do covariograma por acumulação de ordem 2 do modelo pontual ajustado. Esse covariograma é obtido atavés da transformada de Fourier G3 do covariograma pontual, igualando-se duas de suas coordenadas a zero. Dois conjuntos de dados foram testados, o primeiro é simulado a partir da  lei de Matérn e o segundo é baseado em temperaturas observadas ao longo de extensos períodos de tempo sobre uma vasta área da floresta amazônica brasileira. Nessa área, consideramos valores médios de temperaturas diárias durante o mês de Janeiro, ao longo de nove décadas, de 1901-1910 a 1981-1990.Foram realizados testes de interpolação assim como simulações, que foram comparados aos valores observados, verificando-se assim a precisão das aproximações e seu intervalo de variação.

§     PALAVRAS-CHAVE: Mudança de suporte; regularização; modelos espaço-temporais não separáveis; geoestatística; aquecimento global.



[1]Instituto de Matemática, Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, CEP 21945-970, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, E-mail: lpbraga@im.ufrj.br

[2]Escola Nacional de Ciências Estatísticas, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE, CEP 20231-050, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, E-MAIL: cassiofreitas@ibge.gov.br

[3]Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, CEP 21949-900, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, E-mail: bettini@geologia.ufrj.br