A General Survival Regression Model with Nonconstant Shape Parameter

Josmar MAZUCHELI[1]

Jorge Alberto ACHCAR[2]

Emílio Augusto COELHO-BARROS2

Francisco LOUZADA-NETO[3]

§     RESUMO: Nesse artigo é introduzida uma série de modelos de sobrevivência, onde os parâmetros de forma e escala são modelados em função de covariáveis. A vantagem desse tipo de modelagem é um melhor ajuste aos modelos de sobrevida considerando dados de sobrevivência acelerados. No entanto, existem problemas nos testes de hipóteses clássicos para verificar a significância dos parâmetros do modelo, devido ao tamanho amostral pequeno ou moderado, comprometendo a validação da distribuição assintótica da estatística do teste. Esse problema pode ser resolvido utilizando o método bootstrap de reamostragem. A idéia é reamostrar as estatísticas do teste obtendo-se, assim, suas distribuições empíricas. Considerando um estudo simulado, percebe-se que o teste bootstrap funciona muito bem para amostras pequenas e moderadas, na presença de censura o teste também é muito eficiente. Essa metodologia é aplicada em dois bancos de dados reais de tempo de vida acelerado..

§     PALAVRAS-CHAVE: Teste de vidas aceleradas; bootstrap; testes de hipóteses; modelos de sobrevivência; distribuição Weibull.

 



[1] Departamento de Estatística, Universidade Estadual de Maringá -- UEM, CEP: 87020-900, Maringá, PR, Brasil. E-mail: jmazucheli@uem.br

[2] Departamento de Medicina Social, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto -- FMRP, Universidade de São Paulo -- USP, CEP: 14049-900, Ribeirão Preto, SP, Brasil. E-mail: achcar@fmrp.usp.br / eacbarros@gmail.com

[3] Departamento de Estatística, Universidade Federal de São Carlos -- UFSCar, CEP: 13565-905, São Carlos, SP, Brasil. E-mail: dfln@power.ufscar.br