Uma reparametrizaÇÃO das probabilidades de captura em um modelo bayesiano de captura-recaptura

Marcelo de PAULA [1]

Carlos Alberto Ribeiro DINIZ [2]

José Galvão LEITE 2

§     RESUMO: A proposta deste trabalho é apresentar uma reparametrização para as probabilidades de captura de um processo de captura-recaptura com o objetivo de verificar possíveis vantagens e desvantagens em relação ao modelo bayesiano proposto por Castledine (1981). Para isso foram consideradas duas diferentes prioris de referência para as probabilidades de captura do modelo bayesiano proposto por Castledine a fim de comparar as estimativas a posteriori deste com as estimativas a posteriori do modelo onde as probabilidades de captura foram reparametrizadas. Apresentamos um estudo de simulação com diferentes probabilidades de capturas com o objetivo de concretizar tal comparação. As estimativas bayesianas do tamanho populacional foram obtidas através de algoritmos de simulação estocástica, via MCMC (Monte Carlo Markov Chain).

§     PALAVRAS-CHAVE: Processo de captura-recaptura; população fechada; análise bayesiana; simulação estocástica.

 



[1] Instituto de Ciências Ambientais e Desenvolvimento Sustentável, Universidade Federal da Bahia – UFBA, CEP: 45055-090, Vitória da Conquista, BA, Brasil. E-mail: marcelop@ufba.br

[2] Departamento de Estatística, Universidade Federal de São Carlos – UFSCar, CEP: 13565-905, São Carlos, SP, Brasil. E-mail: dcad@power.ufscar.br / leite@ufscar.br