MODELAGEM DA ESCOLHA De PASSAGEIROs
por OPERADORAs DE TRANSPORTE

Natália Santos FERREIRA[1]

Alessandro Vinícius Marques de OLIVEIRA[2]

 

§     Resumo: Estudos quantitativos de demanda para o setor de transporte são de grande relevância, dada a necessidade das operadoras de conhecer e prever o comportamento dos passageiros diante dos serviços ofertados no mercado e das autoridades em planejar os fluxos de investimento necessários nas infra-estruturas relacionadas. Este artigo tem por objetivo propor uma versão do modelo logit aninhado para se modelar o processo de escolha dos passageiros com relação às operadoras de transporte disponíveis para o modal em que pretende viajar, aos distintos produtos origem-e-destino disponíveis, ou mesmo para a escolha entre modos alternativos, quando em situação de competição intermodal.  A partir do modelo proposto podem-se extrair, de maneira direta, as elasticidades próprias e cruzadas do consumidor que, quando mensuradas para as diversas operadoras, produtos e modais existentes no mercado relevante analisado, permitem verificar tanto a sensibilidade dos usuários com relação aos preços praticados como seus padrões de substituição com relação aos rivais. E a vantagem do modelo logit aninhado aqui proposto sobre o logit tradicional consiste no fato dele oferecer matrizes de elasticidades que refletem de modo mais realista os padrões de substituição de consumo, bem como permitir um direto embasamento na teoria econômica do consumidor.

§     PALAVRAS-CHAVE: Modelos de escolha discreta; transportes; logística.

 



[1] Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), CEP: 20030-040, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. E‑mail: nataliasanfer@gmail.com

[2] Núcleo de Estudos em Competição e Regulação do Transporte Aéreo (NECTAR), Instituto Tecnológico de Aeronáutica, CEP 12.228-900, São José dos Campos, SP, Brasil. E‑mail: A.V.M.Oliveira@gmail.com