Sazonalidade nos Índices de Preços Setoriais
 Agrícolas do Município de Lavras, MG

Pedro Luiz Costa CARVALHO[1]

Thelma SÁFADI[2]

Marcelo Inácio Ferreira Ferraz[3]

§     RESUMO: Este artigo tem como objetivo estudar o comportamento sazonal das séries de Índices de Preços Recebidos e Pagos pelos produtores rurais do Município de Lavas, MG e seus componentes bem como comparar a qualidade entre o ajuste direto e o ajuste indireto para as duas séries de Índices. Os dados foram obtidos junto ao Departamento de Administração e Economia – DAE – da Universidade Federal de Lavras – UFLA – e compreendem observações mensais de janeiro de 1996 a dezembro de 2005. Os resultados mostraram que as duas séries de Índices não possuem sazonalidade identificável. Porém, no caso do IPR, três das quatro séries de preços que o compõem apresentaram sazonalidade identificável. Além disso, ao comparar para a série do IPR qual dos dois procedimentos de ajuste sazonal é melhor, concluiu-se que o ajustamento direto é mais suave do que o ajustamento indireto.

§     PALAVRAS-CHAVE: Sazonalidade; IPR; IPP.

 



[1]Departamento de Administração e Economia, Universidade Federal de Lavras – UFLA, Programa de Pós-Graduação em Administração, CEP: 37200-000, Lavras, MG, Brasil.E-mail: pcostacarvalho@yahoo.com.br

[2] Departamento de Ciências Exatas – DEX, Universidade Federal de Lavras – UFLA, CEP: 37200-000, Lavras, MG, Brasil.E-mail: safadi@ufla.br

[3] Departamento de Ciências Exatas e Tecnológicas – DCET; Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC;  Rodovia Ilhéus Itabuna. Bairro Salobrinho, CEP: 45650-000, Ilhéus, BA. E-mail: mfferraz@uesc.br