Tamanho Ótimo de Parcelas Experimentais:
II. Comparação de Métodos em Experimentos
de trigo
e mandioca

Patrícia Ferreira PARANAIBA[1]

Augusto Ramalho de MORAIS[2]

Daniel Furtado FERREIRA2

§    RESUMO: O tamanho da parcela experimental deve ser adequadamente determinado para que se possa reduzir o erro experimental e aumentar a qualidade da inferência. O objetivo deste trabalho foi comparar quatro métodos para a determinação do tamanho ótimo de parcelas: o método do modelo linear de resposta com platô, o método da curvatura  máxima do modelo do coeficiente de variação, o método de inspeção visual da curvatura máxima e o método da curvatura máxima, utilizando ensaios em branco com trigo e mandioca. Verificou-se que os tamanhos ótimos de parcelas não apresentaram grande variação em razão dos métodos utilizados, especialmente o método de inspeção visual da curvatura máxima.

§   PALAVRAS-CHAVE: Unidade básica; planejamento experimental.

 



[1] Programa de Pós-Graduação em Estatística e Experimentação Agronômica, Departamento de Ciências Exatas, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz -- ESALQ, Universidade de São PAulo - USP, Caixa Postal 9, CEP: 13418-900, Piracicaba, SP, Brasil. E-mail: paranaib@esalq.usp.br

[2] Departamento de Ciências Exatas, Universidade Federal de Lavras - UFLA, CEP: 37200-000, Lavras, MG, Brasil. E-mail: amorais@ufla.br  / danielff@ufla.br